quarta-feira , 23 Maio 2018
Home / Hoodoo /

Conjurar ou Não Conjurar

Conjurar ou Não Conjurar

Na suas mãos e na sua voz há um poder incrível…

Desde de tempos antigos, o homem branco fez colonizações… e isso aparentemente não muda ou não mudou.
Colonização funciona assim: uma pessoa ou um grupo de pessoas chegam em um determinado lugar ou local, e não se importando muito com a cultura daquele lugar, impõem suas culturas, suas verdades, seus modos de trabalho (peculiares ou não), como se fossem melhores que o alheio.

Conjurar é uma palavra que utilizamos para nos referi a pratica de chamar por algo, tocamos nesse algo, e acordamos ele através de nossas palavras; conjurar também é a pratica de orar – aquelas palavras que saem do seu coração ou que são lidas após escritas (petição), de forma humilde e clara.

No Hoodoo as suplicas são muito difíceis de ocorrer, uma vez que o Hoodoo não é religião, nem muito menos religiosidade, então quando pedimos algo ao deus de nossa fé, é particular a inerente a cada um de nós…

Mas o que devemos conjurar?
Recentemente estava em um grupo privado de Hoodoo, então me enviaram o link de um texto postado em um site, então eu percebi essa cultura de colonização. 
Quando algumas pessoas brancas chagam e tentam impor suas culturas em cima das culturas negras – o problema nem é a imposição, pois acreditamos em simbiose (o convívio), mas as pessoas – não só aqui no Brasil, mas vamos falar do Brasil – tem essa mania horrível, de pegar suas religiões, renomear e dizer “é Hoodoo” e isso é algo que percebemos de cara quando algum novato em “Conjure” (um termo que é usado para se referi ao Hoodoo) chega por aqui…

Nós Conjuradores e Conjuradoras, conjuramos tudo, desde uma Vela, ate uma pitada de sal.
Veja, no Hoodoo não existe animismo – ok, na atualidade existem muitos termos que podem se aplicados, mas vamos falar do Hoodoo raiz, daquele “das épocas de antigamente” – o Hoodoo é uma pratica dita do povo, principalmente de pretos, que sofreram, foram escravizados e boa parte daquelas pessoas – pretas – eram iletradas, eram pessoas que não tiveram a oportunidade de ter um caderno um lápis nas mãos (durante toda sua vida), aquelas pessoas não entendiam bem como o Hoodoo funcionava ou do porque dele funcionar – apenas funcionava, e isso era satisfatório.

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), quality = 95

Mas porque conjuramos tudo – bom, porque no Hoodoo, acreditamos que Deus (o ser misericordioso e supremo), criou tudo – ou seja, acreditamos na teoria da assinatura de todas as coisas, acreditamos em contagio e transmissão também.

Deus ao criar todas as coisas, assinou todas elas com um selo que chamamos de Alma – inclusive o ser humano.

Então vamos pegar o Exemplo de uma VELA, porque devemos conjurar uma vela? Pois ela é a junção de vários elementos que se tornam um só, varias almas vivendo de forma simbionte em um único corpo – não tem a ver com animismo, aqui já é Hoodoo, talvez uma área que o autor daquele texto ao qual mencionei não conheça por não ter feito a lição de casa.

Quando se conjura uma, acorda-se todos os elementos nele contido, então se da um proposito a ela, veste-se ela com óleo apropria a intenção para que ela tenha um espirito (que seria algo parecido com nossa aura e suas propriedades magico-energéticas…).

Como disse, o Hoodoo não é uma pratica para as elites, e sim uma pratica para o Povo, o Hoodoo é simbolismo, tudo esta no símbolo, então uma vela quebrada é capaz de quebrar o relacionamento de um casal, bem como uma energia ruim; mais renomear uma vela, ou batizar uma vela, não é a mesma coisa – não posso escrever maçã em uma vela, por exemplo e ela se tornar uma maça – os pretos ate eram ignorantes antigamente, mas não eram burros…

Por fim no Hoodoo só trabalhamos com conjuras, encantações, e dominações… não trabalhamos com consagrações (pois não somos religiosos, e quando se consagra algo, estamos dando esse algo a outro algo…), também não fazemos batismo de tudo – e nunca por tudo e por nada – o Hoodoo é uma pratica de cunho cristão, algumas coisas são vistas como sacras.

Nota: O Hoodoo veio do Vodu Haitiano, o Vodu Haitiano é uma mistura do Cristianismo Frances e da Cultura Religiosa Africana, e os maiores praticantes do Hoodoo na América, são protestantes Batistas… vamos respeitar a cultura alheia minha gente.

Durante meus últimos anos de pratica de Hoodoo, e ensinando esse aqui no Brasil, já vi muitas pessoas passarem por aqui, e muitas delas caíram por sua arrogância e soberba – o Hoodoo é uma pratica que se defende, que não precisa de defesa, é um organismo vivo como costumo dizer, ele por si só remove os obstáculos de seu caminho, já vi isso muitas vezes… e também coloca muitos obstáculos no caminho de quem o atrapalha.

Aos novatos “Quando chegarem, tratem bem o Hoodoo, ela é uma Jovem senhora, tem só mais ou menos 300 anos… ou volte a alimentar sua Deusa Cavalo com suas maçãs e mel, e velas sem conjuras adquadas…”

Cuidado com a pratica sem estudo, sem leitura, e claro, sem pratica.

Continue conjurado, continue aprendendo, testando e experienciando todos os mistérios que esse céu tem a te oferecer.

Kefron Primeiro.

Venha aprender Hoodoo com quem sabe…

Compartilhe essa publicação com seus amigos...

Comentarios

Comente...

Veja também

Os Poderes da Vela Arco-Iris

Caso queira encomendar uma Vela Arco-Iris, de uma olhada no fim da pagina. Caso você …

Deixe uma resposta

Compartilhe!!!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.