terça-feira , 23 maio 2017
Home / Coisas do Mundo /

Harry Potter, Da Magia a Sedução e outros Filmes

Harry Potter, Da Magia a Sedução e outros Filmes

a importância de Filmes de Bruxaria para as Bruxas , e ainda 11 indicações de Filmes para Você

Existe dois tipos de Bruxas cinéfilas… a primeira é aquela que assiste filmes de bruxas e bruxarias e julga todas as outras bruxas com base nesses filmes, fazendo as vezes comentários maldosos e em outras vezes até dolorosos, do tipo “Agora ela é Harry Potter”, “Tudo para eles é como da Magia a Sedução”, são comentários depreciativos e as vezes carregados de preconceitos…
A segunda é aquela que vê os filmes como uma oportunidade para aguçar sua criatividade, tais bruxas absorvem parte da cultura do filme, ou apenas os observa como isso “filmes”, em muitos dos casos, essas bruxas se divertem se caracterizando como seus personagens favoritos…

Existe uma certa importância na existência de filmes de Bruxas e Bruxaria. É esse tipo de filme que mantém a cultura mágica sempre presente – querendo ou não, os conversadores e fundamentalistas cristãos não gostam muito disso, pois vai contra suas crenças e fé, e as vezes, tais filmes, são vistos como uma afronta a suas praticas religiosas -, mas não é essa a importância principal dos filmes de Bruxaria, pois como os filmes de outros gêneros, eles são feitos para todos os tipos de pessoas, mas não é todo tipo de pessoa que os assiste; mesmo que esse tipo de filme seja para todos, apenas alguns grupos específicos de pessoas, os vê… houve um tempo em que cheguei a pensar que, as pessoas que viam filmes que continha bruxaria, era pessoas que de alguma forma tinha um pouco dessa chama dentro deles – por mais fraca que pudesse ser… – pensei nisso porque existem filmes que me empolgam, que me chamam, me atraem, mas também existem filmes que não sinto a menor vontade de assistir…

Nos filmes de Bruxa, Bruxaria e Magia, sempre há uma lição – por mais boba que possa parecer – sempre há um mundo a ser explorado, e as vezes desconhecido…

Não é errado uma Bruxa gostar de filmes que falam sobre “sua espécie”, pelo contrário, é certo! Afinal, quem mais poderia valorizar a “cultura da bruxa” do que a própria?

Existe um excesso de fantasia nos filmes? Sim! Isso é uma coisa bem clara e evidente, afinal, quem vê por ai, animais plasmáticos saindo de varinhas… ou raios saindo dos dedos da Bruxa como em “Abracadabra”… então, é evidente que existe um certo excesso de fantasia, efeito especial e outras “marmotagens” nos filmes – mas até isso é importante, porque é aqui que a bruxa, aprende (mesmo que de modo inconsciente) que é preciso exercer sua imaginação, visualização… afinal, o que ela cria na mente, ela tem poder de trazer para o real, afinal, é assim que construímos casas, carros, aviões… primeiro imaginamos, depois trazemos para o mundo real.

Um ponto interessante dos filmes de Bruxaria, e que pode ser analisado e aproveitado é as referencias, e em alguns casos a própria história. Por exemplo, o filme “O Homem de Palha” The Wicker Man – aquele filme antiquíssimo de 1973, que é um filme muito bom, e que fala sobre “Sacrifícios” e claro, o filme todo é um ritual…
Sobre o uso e a importância da linguagem, como é o Latim abordado em Harry Potter, ou da importância de conjuras precisas, como é o caso da Conjuração de Hecate em Da Magia a Sedução… ou da Invocação do Espirito em “Jovens Bruxas”.

Também podemos falar o quanto os filmes podem ensinar sobre: lealdade, amizade, companheirismo, laços fraternais, comprometimento, audácia, coragem… afinal, não é isso o que vemos entre as Irmãs Sanderson em “Abracadabra” ou mesmo entre os três jovens mais poderosos da Bruxaria em “Harry Potter” ou na capacidade de influenciar as pessoas como vemos em Mary Sibley, do seriado Salem…

Sobre toda aquela magica, todos aqueles efeitos, todas aquelas roupas, todos aqueles livros de magia e encantamento… só posso dizer uma simples coisa.

Não há no mundo, ser mais criativo que uma bruxa, uma bruxa é capaz de pensar as coisas mais bondosas e ao mesmo tempo mais maldosas que você pode imaginar… é por esse e outros fatores, que ao ver um filme de Bruxas e Bruxaria, sempre penso ‘Esse filme representa uma característica bruxa’, não apenas pelos efeitos especiais, nem muito menos pelas cenas, pelo enredo, ou musica… mas pela criatividade, pela forma que e ele é montado, para quem é montado.

Um dos maiores dons de qualquer bruxa, é sua criatividade, e os filmes que falam sobre “a bruxa” são importantes, porque as mantem vivas, na mente das pessoas comuns, e faz as bruxas lembrarem do que são e do poder que tem…

Para finalizar vamos a alguns filmes de Bruxa e Bruxaria, para você assistir, gostar, e quando alguém quiser te depreciar por um ou outro filme você diz “Vai te lascar, com seu preconceito sobre coisas que falam sobre isso que você tanto dizer ser…”.

1 – Da Magia a Sedução – 1998
Um clássico nos meios “bruxos”, quase todas as bruxas conhecem esse filme, afinal, foi ele quem ensinou boa parte das Bruxas a gostarem de Hecate – a deusa patrona não das Bruxas, mas das Feiticeiras… (Existe diferença entre Bruxas e Feiticeiras? Sim… toda feiticeira é bruxa, mas nem toda bruxa é feiticeira…). Ele fala sobre Bruxaria Hereditária, e um pouco sobre o poder que reside no sangue bruxo… um filme lindo.

da magia a sedução

xxxxx

2 – Convenção das Bruxas – 1990
Um outro clássico que fala sobre o poder das Bruxas, sobre o que realmente somos por dentro, e sobre as mascaras que usamos para conviver com outras pessoas. Um filme que fala sobre maldade, bondade, ingenuidade e claro, coragem…

convensão

xxxx

3 – Jovens Bruxas – 1996
Passou na Tela Quente em 2000, depois desse dia, o que mais apareceu no Brasil foram “Jovens Bruxas” cheias de poderes, milhares de pessoas se descobriram bruxas, esse foi o maior filme “modinha” dos últimos tempos… não dá pra negar! Ele com certeza e sem sombra de duvidas, arrancou milhares de homens e mulheres do armário de vassouras e os jogou na Bruxaria…

Jovens Bruxas

xxxxx

4 – Elvira, a Rainha das Trevas – 1988
Quem nunca viu esse filme? Sério?!!! Acredito que foi assistindo esse filme que notei que a maioria das famílias bruxas ficcionais possuem um “Caderninho de Receitas”, afinal, a tia-avó de Elvira deixou pra ela um carderninho desses, junto com um anel poderosíssimo…
Esse filme é interessante, e fala algo como “Não tenha medo”, sabe, não ter medo do futuro, não ter medo que o destino reserva, não ter medo de seguir em frente, não ter medo de fazer um feitiço, não ter medo de ficar com aquele homem…

elvira

xxxxx

5 – Sortilégio do Amor – 1958
É a historia de uma das bruxas (claro) Gillian, que mora com seu gato siamês, gere uma loja esotérica, e se apaixona perdidamente por um escritor – detalhe, o escritor é noivo, então ela faz um feitiço que cumina na separação dele com a noiva, para ficar com ela. O problema? Há nesse mundo de Gillian, onde todas as bruxas tem poderes reais, a bruxa quando se apaixona, perde os poderes.

sortilegio

xxxxx

6 – As Bruxas de Eastwick – 1987
Quando o diabo decide que vai escolher esposas, mas não sabe o quando elas podem ser perigosas para ele… é um filme engraçado, que fala sobre o papel mágico da família (de uma forma engraçada, claro), vale a pena, afinal, não é todo dia que se vê uma boneca vodu num filme.

Bruxas de West

xxxx

7 – Abracadabra – 1993
O filme que conta a historia das irmãs Senderson, uma das comedias mais brilhantes que vi ate hoje (falo no sentido, comedia para bruxas), porque ao meu ver, se a ganancia de Winne não fosse tanta, elas poderiam esta vivas ate hoje…

Abracadabra

xxxx

8 – O Magico de Oz – 1939
Esse é um filme pesado (risos), ao meu ver, esse filme de alguma forma carrega com ele um certo carrego espiritual, é só assistir para você vê como fica fica aquela sensação chata pós filme, que não acontece com nenhum outro… meio tristeza, meio angustia, meio depre… mas clássicos são clássicos, né mesmo? E onde mais acharíamos uma deliciosa estrada de tijolos amarelos por ai?

O Magico de Oz

xxxx

9 – A Bruxa de Blair – 1999 e 2000
Dois filmes centrados no mito de que dentro da Floresta de Blair, existe o espirito de uma bruxa que tá puta da cara porque sacanearam legal com ela. Mas nunca ninguém vê a bruxa, nem se sabe se o que ocorre é histeria coletiva… detalhe, já temos o “Bruxa de Blair 3”, eu gostei do filme 1 e gostei do filme 2, apenas acho que deveriam fazer um filme aqui na floresta de casa…

Bruxas de blair dois mundo obscuro zine nh

xxxxx

10 – A Chave Mestra – 2005
Um filme que fala sobre outro tipo de Bruxa, não as convencionalmente europeias, mas as Bruxas conjures, as que usam o poder vindo do folclore do povo, as crenças, das raízes das historias familiares… um filme que fala sobre Hoodoo…

chave mestra

xxxxx

11 – Stardust – 2007
É um daqueles filmes perfeitos que mistura contos, cidades invisíveis, estrelas humanas… ao meu ver, um dos melhores filmes de Bruxas dos últimos tempos.
Fala sobre barreiras espirituais, sobre pactos, sobre objetos mágicos, sobre transformação, sobre gasto de energia, sobre animais, sobre sacrifício de animais, sobre adivinhação com vísceras de animais… é um dos poucos filmes que não limita a imagem da Bruxas como Bruxa…

Stardust

xxxx

Bom, fico por aqui porque esse texto ficou tão longo… mas quem sabe não volto em outro momento para fazer uma segunda parte, né mesmo?

Texto – Kefron Primeiro.

Compartilhe essa publicação com seus amigos...

Comentarios

Comente...

Veja também

Sobre se encontrar e fazer algo sobre isso – Saturno o Imperador e Regente de 2017

Brasil mostra tua cara… já dizia a musica… e para abrir esse ultimo Kefron Responde …

Deixe uma resposta

Compartilhe!!!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.