quinta-feira , 22 junho 2017
Home / Blog do Kefron / Sobre amigos, sobre um lugar ao sol, sobre Hoodoo

Sobre amigos, sobre um lugar ao sol, sobre Hoodoo

Quando um amigo se torna inimigo? você consegue responder essa pergunta? Em minhas divagações, deparei-me com essa pergunta. Eu não sei exatamente precisar quando isso ocorre, mas de alguma forma isso não é de fato algo que assusta, afinal, humanos são humanos e para tomarem decisões que modificam uma vida é algo muito rápido.

Nos últimos anos venho trabalhando com Hoodoo, ensinando para novas pessoas através do site e de outras mídias informacionais como o facebook, instagram, tumblr e ate whatsapp – é muita coisa para administrar, até porque fora isso, atendo pessoas!

Mas vamos voltar ao assunto.

Parei para analisar alguns pontos e eles são bem interessantes, deixe-me mostrar no meu caso como um amigo acaba se tornando inimigo…

1 – a pessoa se apresenta, conversamos, ela se torna amiga…

2 – ela passa a aprender o que sei, absorve o que tenho para transmitir…

3 – passa a praticar, da corpo a sua pratica através daquilo que aprendeu…

4 – se volta contra mim porque de alguma forma acha que se tornou maior, melhor – quando na verdade desde o começo somos iguais…

Simples né?

Algumas pessoas chegam a dizer “Você tem que me ensinar…” como se fosse minha obrigação sentar do lado dela e ensinar tintim por tintim como tudo funciona. Qualquer área do conhecimento funciona assim: o “Professor” indica o caminho, mostra como se faz as praticas (quando há) então o “Aluno” por si, busca formas de aprimorar-se… amigo 2

De alguma forma – venho percebendo isso – as pessoas querem tudo pronto, mastigadinho, pronto apenas para fazer, e infelizmente esse costume é algo que todos os praticantes de Hoodoo, alias, não só de hoodoo, mas todos os praticantes de magia e bruxaria, devem perder (a necessidade de receber tudo pronto), é por essa cultura de receber tudo pronto que hoje em dia existe milhares de blogues de cunho pagão com as mesmas informações, copiadas e coladas, as vezes modificas ou pior, apenas traduzidas pelo google tradutor… informação é algo importante, se doar para trasmintir é bonito, mas é necessário ter responsabilidade na hora de passar a adiante aquilo que se recebeu. Uma informação não deve sair de suas mãos apenas porque você achou legal e deseja transmitir… uma informação deve sair de suas mãos quando você a recebeu, testou, viu que funcionava então sim, deve ser transmitida, porque a partir desse momento você domina aquele assunto, você vivenciou, você sentiu, então esta pronto(a) para transmiti-lo, é assim que funciona comigo, e é assim que funciona com todas as pessoas que tratam o que fazem com seriedade.

Existe espaço para todos no topo da montanha…

Margareth Thatcher (“Megui” para os íntimos), uma vez disse: As pessoas acham que no topo não há muito espaço. Elas tendem a pensar no topo como um pico do Everest. Minha mensagem é que há uma imensidão de espaço no topo.”  Eu me deparei com essa frase quando eu tinha cerca de 21 anos, e nunca mais a esqueci, ainda sim existem pessoas que querem elitizar o topo, elas fazem isso porque tem medo de perder aquilo que conquistaram, mais não há como perder seu espaço alcançado, veja, quando você trabalha o mês todo, você recebe uma quantia em espécie que é referente ao que você fez, correto? é mais ou menos dessa forma que funciona a subida em direção ao “topo” para alcançar um lugar ao sol, é necessário comprometimento, determinação, muito trabalho, muitas noites mal dormidas, porque as vezes isso exige uma dedicação tremenda e claro, fazer o que gosta, porque se você faz o que gosta, as barreiras deixam de existir! No fim você recebe o que você trabalhou pra ter. Era sobre isso que Thatcher falava.

Quando comecei no hoodoo, comecei como qualquer pessoa que começa com qualquer coisa, e quem me acompanha desde o inicio sabe que faço isso porque gosto. Quem me acompanha desde o inicio me viu crescer, me viu apaixonado, me viu desistindo, me viu cansado, me viu sem dormir… eu realmente considero as pessoas que compõe o Brasil Conjure uma família, alguns mais próximos outros mais distantes, mas uma família…

A um ano atrás eu ainda recebia dedo na cara, ouvia muito desaforo, muito questionamento… e muito disso eu relevava, conversava muito com os mais próximos e tentava não levar os assuntos adiante, de um ano pra cá tudo melhorou, essas coisas não ocorrem mais, não ocorrem porque com o tempo eu fui eliminando esses espaços que ficavam para questionamento, sabe como fiz isso? Me compromentendo mais.

Antes de mim já existiam pessoas que falam sobre Hoodoo aqui no Brasil, e quer saber todas elas eram boas no que faziam, boas da sua forma, quando não há ninguém para comparar o que fazemos, nosso trabalho é maravilhoso… mas quando há outras pessoas que fazem o que fazemos, tentamos nos aprimorar, é mais ou menos como aquele assunto que falei a algum tempo atrás “você é o exemplo ou você é a lição?” quando as pessoas erram, erram muito, os erros dela servem de lição, e quando as pessoas acertam, acertam muito, elas servem de exemplo… graças a Deus, eu tive bons exemplos e também tive boas lições. Tento fazer o que faço da melhor forma possível, e ainda sim, não sai como planejado, mas todo erro é a promessa de um acerto!

Aprendi que quando um amigo decide ser inimigo, eu devo continua, aprendi que quando um inimigo decide ser amigo, eu devo continuar… não há meio termo.

O Hoodoo no Brasil esta começado ainda, mas para que ele se mantenha bonito, devemos continuar respeitando a cultura do qual ele veio e nasceu, e devemos ter em mente sempre que não podemos fazer o que queremos com a cultura alheia. Afinal, foi isso o que a Wicca no Brasil nos ensinou, certo?! não modificar aquilo que não nos pertence por legado de tradição, veja, modificaram tanto a wicca que hoje ela é símbolo de “discórdia” para muitos, falasse em wicca da brigas… não podemos deixar que isso ocorra com o Hoodoo – ele é nosso no Brasil, mas as raízes são mais antigas…

A arvore de raízes fortes possui muitos galhos, e nos praticantes de Hoodoo no Brasil, somos apenas um galho dessa arvore, não queira colher maça em uma arvore de laranjas, ou melhor, não queira podar os galhos da arvore porque não são bonitos ao seus olhos…

Para você que esta começando agora, deixo um conselho (conselho nunca é bom ate haver uma necessidade de uso, então se não te servir, guarde…) “Não PERUARAS” isso mesmo, não de uma de peru, não queira enfeitar o hoodoo com coisas que você carrega na sua mala de saberes, aprenda, estude, aprenda de verdade, não modifique e não renomeie para dizer que algo é outro algo… porque se você for sincero com você, você saberá que não é, e se você for sincero com você e for sincero com sua busca, o caminho se abrirá pra ti e não te negará todas as verdades.

Aqui, deixo um beijo no seu coração, que possa haver muitas bençãos em seu caminho, e muitas maldições também.

Kefron.

Compartilhe essa publicação com seus amigos...

Comentarios

Comente...

Veja também

Workshop de Hoodoo

Estarei nos dias 03 e 04 / 10 e 11 de Outubro, no Rio de …

Deixe uma resposta

Compartilhe!!!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.