sexta-feira , 28 julho 2017
Home / Bruxaria /

uma Bíblia das Bruxas – um Culto Real a BRUXA a DEUSES e outros SERES

uma Bíblia das Bruxas – um Culto Real a BRUXA a DEUSES e outros SERES

ATENÇÃO: esse texto esta incompleto, ele é parte do capitulo “Quando a Bruxa cria um Culto” do livro uma BIBLIA das BRUXAS. Que iremos lançar no dia 31 de Outubro. Para outras informações sobre o livro, irei criar uma lista de transmissão para passar outras informações, caso você queira fazer parte dessa lista de transmissão, envie uma mensagem para nosso WhatsApp, dizendo “Me inclua na lista da Bíblia das Bruxas” 69 984991020

Boa leitura.

Quando a Bruxa cria um Culto

Todas as Bruxas possuem poderes, habilidades, aquele “algo a mais” que outras pessoas não possuem, são homens e mulheres, e alguns conseguem prever o futuro, outros conseguem curar os doentes, seja com uma oração ou com um preparado herbal, e a aqueles que possuem a habilidade de manipular as energias a sua volta, trabalhar com as forças dos elementos, da lua, das horas, dias… Estão em todos os lugares, e praticam todos os tipos de profissão.

Mas por estarem tendo uma vivencia humana, limitadas as causas naturais, e as leis que regem o mundo e a vida, não podem dispor de todos os seus poderes que possuem de forma plena. 

Por terem consciência disso, muitos bruxos e bruxas, fazem parcerias com seres espirituais, deuses, deusas, demônios… afim de ampliar seus poderes, para poder conseguir o que quer durante seu período de estadia nessa vida.

A magia para a bruxa, só tem algumas poucas utilidades: obter melhorias para sua vida e para proporcionar conforto aos seus – seja no amor, nos negócios, nas finanças ou mesmo para curar…  e para causar infortúnio ao inimigos.

Quando a Bruxa cria laços com Deuses e outros seres

Bruxas e Bruxos, são seres especiais, que recebem visitas de divindades a todos os momentos, e essas visitas são tão sutis que muitos não percebem, e boa parte dessas visitas e encontros passam desapercebido.

Os Deuses são forças, não pensam como nós – pois não possuem cabeça como nós – não tem sentimentos e sensações como nós, pois tais sentimentos e sensações, são “sensoriais” são ligados aos nossos sentidos – junção do corpo físico com o sistema emocional – sem um o outro não existe… – os deuses não possuem corpo, então não podem sentir como sentimos, e para que os Deuses existam, eles precisam também de alguma forma sentir, e para isso, a bruxa ou o bruxo, doa suas emoções…

Talvez este seja um assunto complicado, então deixe-me explicar de uma outra forma, e para as analogias, irei usar figuras do Vodu Haitiano.

Durante nosso processo de crescer, passamos por inúmeras situações, algumas delas talvez proporcionadas pelos Deuses, para que ele eles possam “sentir” essas emoções, para que eles possam sentir a vida… algumas dessas situações são boas, e outras são ruins.

Para que o amor, sinta o dessabor do amor, é necessário que o dessabor se manifeste… quando se é adolescente ou durante alguns momentos da fase adulta da vida, nos apaixonamos perdidamente, sentimos a sensação de alegria, euforia, bem estar e mal estar, assim, tudo ao mesmo tempo – estou tentando aqui explicar algo que não é tão simples: se apaixonar… essa força e sensação que nos arrebata e nos deixa perdidos.

Então, por algum capricho da vida, do destino ou quem sabe dos deuses… há um rompimentos dos laços afetivos, então sofremos.

O termino é mais ou menos como se arrancássemos os pontos de uma sutura em nosso corpo, com a nossa própria boca, ou seja, algo doloroso.

E por mais que você peça aos deuses do amor, e da beleza que te devolva o ser amado, ele não volta. Não volta porque é parte da divindade que esta residindo em você sentir tudo o que você sente – é quando a divindade passa a viver a sua humanidade, ela passa a aprender as suas sensações, ate que um dia o amor não dói mais.

No Vodu do Haiti, a sensação de se apaixonar, de querer alguém, de sentir o frio na barriga é chamado de “Erzulie Freda Dahomey”, é a divindade do amor, da paixão, da beleza, e da luxuria, é tudo o que o que você vivencia durante o romance apaixonado.

É na sua fase Erzulie Freda, que você quer estar bem vestida, usando os melhores perfumes, as melhores joias, os melhores adereços, é quando você mais se olha no espelho, é quando a divindade não é mais um ser externo, ela passa a ser interno, ela passa a ser você, e você passa a ser ela, você é ela e ela é você, sempre foram… mais ela se manifestou e você aceitou, você a absorveu.

E em quanto você estiver apaixonada, a divindade estará vendo o mundo, através de seus olhos, como você.

Nesse momento ou nessa fase da vida, você sabe que tem poderes, poderes para estar com qualquer homem ou mulher, basta você estalar os dedos e aquela pessoa que você tem interesse pode ser sua, você sente como se o amor, a paixão ou mesmo as loucuras do amor, fizessem parte de ti… dentro de você no seu sangue. E esta apaixonado, é algo que muda seu organismo, porque não é algo apenas na cabeça, ou apenas no corpo, é algo biológico, seu cabelo irá ficar bonito, sua pele mais viva e seus olhos mais brilhantes. Ao se olhar no espelho, você verá alguém afável, amável, e você irá gostar do que verá no espelho, qualquer roupa, estará bem em você…

Você passará a ter reações diferentes, atitudes diferentes e formas de pensar diferentes, Freda também é assim, pois é aqui que encontramos a resposta para seus três maridos, deuses ou forças – Erzulie carrega em sua mão, três anéis, um para cada um de seus amores: Agwen, Damballan, e Ogoun

Note, aqui podemos ver como as forças nos influenciam, na vida do Bruxo ou da Bruxa, ou mesmo da pessoa que passa a vivenciar os deuses em si – mesmo que de forma subconsciente.

Erzulie é o amor, e Agwen é uma divindade do mar, e a água esta ligada as emoções, quando Erzulie e Agwen, se manifestam em uma pessoa, essa passa a ser emotiva, chorosa, e manifestar carência; Quando a pessoa ou o Bruxo, é um apaixonado mais pé no chão, mais racional, que pensa em si e no relacionamento como um todo, é uma manifestação de Erzulie e Damballan; e quando é uma pessoa briguenta, ou se torna uma pessoa briguenta, ciumenta, revoltada, mas que afaga, que protege, ou mesmo que se torna agressiva, podemos ver na pessoa, Erzulie e Ogoun.

Mas, então um dia, o amor de alguma forma acaba, isso significa que Erzulie Freda Dahomey, que esta dentro de você, sendo ela mesma como você, cresceu, evoluiu – ela é uma força, não pode parar, se parar estagna… e se estagnar, não sai do lugar nunca mais – algumas pessoas ficam apaixonadas por uma determinada pessoa para o resto da vida, porque não perceberam a hora de seguir em frete -, e quando ela cresce, te leva a um outro passo da vivencia, aquele momento em que você conhecerá outros sentimentos que ainda não sabe ou supõe que existe, pode já ter ouviu falar, mas não sabe do que se trata.

Então se você teve filhos, durante seus processo de amar, e se apaixonar, e por fim se separou… você irá vivenciar um amor diferente, um amor sofrido, mas acolhedor, um amor que apara seu filho, essa força é chamada de “Erzulie Dantor” – você pode ser capaz de matar qualquer um, para proteger seu filho, há brutalidade em você, há agressividade, e ainda á amor, pelo que nasceu de sua breve união – o seu filho se torna a joia mais preciosa, e você não tem medo de sacrificar nada por ele.

E se a pessoa se machucar muito no processo de amar e terminar, essa força se manifesta como “Erzulie Olhos Vermelho”, a pessoa irá chorar muito, sofrer muito, amaldiçoar muito…

Nota X:

Erzulie é um espirito, um Loa, um Deus de característica feminina do Vodu Haitiano – ela é um ser externo, mas capaz de viver em uma pessoa, ou simplesmente entrar no corpo dessas durante rituais… quando ela passa a viver na pessoa, é de uma forma sutil, algo da própria natureza, não há como mudar isso, é um aspecto de crescimento nosso, que naturalmente vivenciamos – ela é a paixão, o amor…

Quando os Seres visitam a Bruxa para ensinar alguma coisa

Após aprender “na pele” sobre a divindade, a Bruxa ou o Bruxo estará pronto para estabelecer um culto a divindade, e esse culto terá o objetivo de doar emoções a divindade, seja através de velas ou outras oferendas – porque o Bruxo ou a Bruxa já conhece a força que já viveu na mesma casa em que ele habita [o corpo], e a conexão do interno para o externo ficará mais fácil.

Então seguindo o raciocínio do proposto a cima…

Uma bruxa ou um Bruxo, que conhece a força de Erzulie Freda, pode se ligar a essa com maior facilidade, pois essa bruxa ou esse bruxo, já sabe como é o amor, sabem como é se apaixonar – isso seria a verdadeira iniciação que todos dizem, mas num nível muito maior que os propostos em rituais, e ao mesmo tempo sem poder social nenhum.

Então a Bruxa ou o Bruxo decidem se irão criar um laço com a divindade – o fato de se apaixonar, já é um chamado ao culto, já é um chamado a parceria… e o intuito da parceria é muito simples: você oferece os seus sentimentos a divindade, as suas emoções, as suas sensações… e ela te da amores, prazeres… porque através de ti, que ela irá receber as oferendas – físicas e espirituais -, e você acende velas e oferece outras coisas, em agradecimento, para manifestar sua felicidade… e ela te concede sorte. É uma parceria.

Outras formas da divindade se manifestar, tentando criar uma parceria com você – uma parceria de trabalho -, se da de várias formas. Como falei a cima, as vezes é sutil, e nem percebemos, mas em outros casos, a divindade pode vir em teus sonhos – de forma vivida e lucida -, pode se manifestar em uma musica, em uma pichação em um muro ou parede, em um nome de um drink… em um noticiário da televisão; os sinais passam a ser recorrentes.

E se a parceria for firmada, dedique um espaço a divindade em seu altar. Estude sobre a divindade para criar outros vínculos, determine um dia na semana, mês ou ano, para acender velas a essa divindade, para fortalecer a “ponte espiritual” entre vocês…

Nota X:

Mas não é tudo o que aparece, oferendo parceria que você irá aceitar. Existem certas divindades, que são ruins, são más.

Elas podem ate ajudar, mais também podem atrapalhar… existem divindades que são ambíguas demais, que pode te nutrir, assim como podem te devorar.

Não é a atoa que vemos pessoas que tiram suas próprias vidas no processo de evoluir – tais pessoas geralmente se ligaram a alguma “coisa” ruim demais, e perderam o controle, e não conseguiram se desvincular.  Afinal, a “parceria” entre uma pessoa, ou um bruxo é uma divindade, é o sentir emoções e o doar emoções… sentimentos… e essas pessoas perdem suas próprias vidas, porque a divindade a consome – em um espaço vazio, ou em um corpo vazio, entra para morar qualquer coisa.

Então tome muito cuidado, sempre escute a sabedoria popular, afinal, os ditados populares, e as historias que o povo conta, foram métodos que nossos antepassados acharam para transmitir os seus conhecimentos para frente, para que no hoje, pudéssemos saber como no ontem eles viviam.

Então se os mitos e lendas dizem que um ser é um “Demônio” e você não deve se aproximar, não se aproxime; e se por acaso você se aproximar, aja com extrema cautela e quando puder, desvincule-se.

 

Kefron Primeiro.

Compartilhe essa publicação com seus amigos...

Comentarios

Comente...

Veja também

Um explicação para o real poder da Bruxa

Há aquele velho ditado que diz “A Bruxa de verdade não pode ser feita, ela …

Deixe uma resposta

Compartilhe!!!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.