Home / Vodu / Ayibobo

Ayibobo

Ayibobo (se diz eye-boh-boh)

Sempre vi essa palavra sendo dita por quem nem sabe o que ela significa – eles acham que é Amem, boa Sorte, olá…

Como estou falando muito sobre #voodoo e #vodu nos últimos dias, com afinco, decidi vir aqui e te falar sobre essa palavra.

AYI, vem da língua Taino e Fangbe, e ela significa Terra – como os seres que são ligados de alguma forma a terra, também os saudamos. Saudamos o espirito da terra, o nosso espirito o saúda e o reconhece em outras manifestações de vida.
Vemos AYIda-wedo, vemos AYIzan velekete, AYIsyen; ou seja, nosso espirito saúda a terra; somos um só, na pessoa de nossos irmãos, porque AYI também significa corpo.

BOBO, significa Ti Bom Anj e Gwo Bom Anj
Na minha cultura, o Pequeno Anjo Bom (Ti Bom Anj), é nossa forma de pensar, e nossas decisões, nossa vontade e impulso, nossos impulsos, e ao mesmo tempo é a fagulha de Bondye que vive em nós – é quem é você nessa existência, quando moremos volta para Deus (Bondye).
O Grande Anjo Bom (Gwo Bom Anj), é a nossa parte eterna, a parte de nossa alma que veio de nossos antepassados, e que irá para nossos descendentes – quando esses nascerem; também é nossa moralidade, aquela parte de nós que é imutável, que as ao ser percebida dizem “essa pessoa tem alma antiga”; e quando morremos, essa nossa parte, o nosso Grande Anjo Bom, vai morar em Guiné (A Casa nos Campos – a casa de nossos antepassados).

Quando falamos Ayibobo, significa “eu honro você”, “eu saúdo você” – só que em uma profundidade que não da de explicar para “estrangeiros” ou seja, para aqueles que não vivem a cultura de fato, ou que não estão imersos né (e isso se percebe na postura das pessoas…)

Nota: Muitas pessoas vivem se dizendo não Cristãs, e usam elementos de outras culturas sem nem ao menos se atentar se aquilo é o que diz ser – temos uma mania de “acreditar” em tudo o que nós é dado, as vezes pegamos essas coisas como verdades absolutas.
Esta na hora de começarmos a buscar o real significado das coisas. Vi um comentário de um rapaz chamado Patrick Eloi – Negro, Haitiano… – onde ele dizia “É hora de sairmos das escolas coloniais que nos ensinam nossa própria história na língua dos inimigos.” – e isso serve para todos nós, devemos aprender a língua estrangeira, e respeitar o significado dela, a grafia dela.

Para tudo e todos na vida, devemos dar respeito – se quisermos recebe-lo em troca.

Veja também

Voodoo Dominicano ou “Las 21 Divisiones”

Estive procurando nos últimos tempos, alguma religião parecida com o Voodoo e que carregasse esse …

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.